Viewing entries in
Iniciativas MSonoro 1

Música Popular no Contexto das Tecnologias de Produção Sonora e Musical

Música Popular no Contexto das Tecnologias de Produção Sonora e Musical

Com os Engenheiros de Som, Produtores, Formadores e músicos Fernando Abrantes e Tó Pinheiro da Silva

Esta sexta no Museu da Música pelas 16h Soraia Simões esteve à conversa com os António Pinheiro da Silva e Fernando Abrantes.


A primeira parte desta sessão de cerca de uma hora andou em torno do esclarecimento de questões como: o Midi, o seu surgimento, o que significa, para que serve esta ferramenta em conjunto com um computador com software Midi, como evoluiu da era dos gravadores multipista analógicos até à era digital com sequenciadores Audio/Midi, os problemas e as formas de funcionamento nas eras analógica e digital. 0s dois intervenientes fIzeram demonstrações da implementação de algumas das ferramentas no âmbito da música popular que por eles foi produzida em Portugal nos últimos anos. Em discos e temas específicos.


Na segunda parte da Sessão falou-se do Estúdio como outro Instrumento Musical. Houve exemplificações de António Pinheiro da Silva (utilização midi/masterização, apresentação de exemplos em pistas, apresentação de trabalho/gravação em que os processadores são/substituem os instrumentos de uma Orquestra Sinfónica) e Fernando Abrantes (implementação de novas ferramentas e instrumentos no tema ''O Cacilheiro'' de José Carlos Ary dos Santos e Paulo de Carvalho).

Demonstrações de midi, explicações do seu surgimento, de como se usa e para que serve esta ferramenta em conjunto com um computador com software midi, dos problemas de funcionamento assumidos nas eras analógica e digital, acerca do processo evolutivo da era dos gravadores multipista analógicos até à era digital com sequenciadores Audio/midi, estiveram assim na base desta sessão e registo para arquivo.



 

*As Sessões do Mural Sonoro que acontecem desde Janeiro de 2013 no Museu da Música estarão, a partir de Setembro, disponíveis na Fonoteca do Museu da Música. Excertos de algumas Sessões e pequenos textos serão publicados nesta área deste Portal.


Para estar a par dos temas e intervenientes de cada uma destas Sessões durante o presente ano pode-se consultar não só a área Iniciativas Mural Sonoro como o Portal do Museu da Música.

31 de Janeiro de 2014

Autoria, Pesquisa e Moderação de Soraia Simões

Imagem de Marta Gonçalves

Som, Montagem: de Paulo Lourenço

Fotografias da Sessão de Helena Silva

Nova Literatura para Fado

Nova Literatura para Fado

Nova Literatura para Fado.jpg

Dia 26 de Janeiro regressou o *Ciclo, que resulta da Parceria entre o Projecto Mural Sonoro de Soraia Simões e A Muralha: Conversas em Volta da Guitarra Portuguesa à A Muralha Tasca Tipica.

O primeiro Tema de 2014 foi: ''Nova literatura para Fado'' com a Autora Manuela de Freitas e o Autor José Luís Gordo, a moderação foi como habitualmente de Soraia Simões (Autora do Mural Sonoro).
A Muralha,  fica na Rua Jardim do Tabaco, nr 112, perto do Museu do Fado. A Entrada deste Ciclo é livre durante todo o ano.

* As Sessões do Ciclo: Conversas à volta da Guitarra Portuguesa, a análise por temas e a sua contextualização, serão publicadas em livro e DVD apenas no próximo ano (2015). Quem quiser acompanhar cada tema e/ou sessão pode assistir às gravações das mesmas e mantendo-se informado dos temas e intervenientes das próximas sessões através desta área neste Portal.

Retratos de Helena Silva  Fotos da Sessão: Patrícia Machado  Gravação Imagem: Bruno Cativo  Gravação Som: Soraia Simões  Poster: José Félix (Museu da Música)

Retratos de Helena Silva

Fotos da Sessão: Patrícia Machado

Gravação Imagem: Bruno Cativo

Gravação Som: Soraia Simões

Poster: José Félix (Museu da Música)

Fado (s): Escritas e Autorias

Fado (s): Escritas e Autorias

Conversa-sem-volta-da-guitarra-portuguesa.jpg

* As Sessões do Ciclo: Conversas à volta da Guitarra Portuguesa, a análise por temas e a sua contextualização, serão publicadas em livro e DVD apenas no próximo ano (2015). Quem quiser acompanhar cada tema e/ou sessão pode assistir às gravações das mesmas e mantendo-se informado dos temas e intervenientes das próximas sessões através desta área neste Portal.

Música Popular, Ensino e Experimentação

Música Popular, Ensino e Experimentação

mural-sonoro-1.jpg

Estação do Metropolitano Alto dos Moinhos – Rua João de Freitas Branco, 1500-359 Lisboa

*Tema “Música Popular, Ensino e Experimentação”
Intervenientes:
Maria João Magno (Projecto Tigelafone, formada em Ciências Musicais);
Victor Palma (Coordenador dos Serviços Educativos do Museu da Música, músico).
Moderadora: Soraia Simões


 

 

*As Sessões do Mural Sonoro que acontecem desde Janeiro de 2013 no Museu da Música passam a estar disponíveis a partir de Setembro de 2014 na Fonoteca do Museu. Excertos de algumas Sessões e pequenos textos serão publicados nesta área deste Portal.


Mantenham-se a par dos temas e intervenientes de cada uma destas Sessões durante o presente ano não só na área Iniciativas Mural Sonoro como no Portal do Museu da Música e apareçam para assistir que a entrada é gratuita.

 

Guitarras de Coimbra e Guitarras de Lisboa: sua construção, técnicas e difusão

Guitarras de Coimbra e Guitarras de Lisboa: sua construção, técnicas e difusão

   

A Terceira *Sessão do Ciclo: Conversas em Volta da Guitarra Portuguesa resultante da parceria estabelecida para o ano 2013-2014 com o Projecto de Arquivo e Documentação Mural Sonoro, dinamizado pela Autora e investigadora Soraia Simões, terá como tema: ‘Guitarras de Coimbra e Guitarras de Lisboa: sua construção, técnicas e difusão”.Os Intervenientes, de que se podem escutar entrevistas individuais aqui e aqui serão os reconhecidos construtores de cordofones Fernando Meireles (de Coimbra) e Óscar Cardoso (construtor de Lisboa). A Moderação estará como habitualmente a cargo de Soraia Simões.A entrada é livre, mas poderá garantir o seu lugar sentado marcando durante a semana para o número de telefone do A Muralha.Ilustração e Grafismo do Cartaz/Poster de Fernando Faria

Dia 3 de Novembro, Entrada Livre, 17h, Rua Jardim do Tabaco nr 112 — com A Muralha Tasca Tipica.

* As Sessões do Ciclo: Conversas à volta da Guitarra Portuguesa, a análise por temas e a sua contextualização, serão publicadas em livro e DVD apenas no próximo ano (2015). Quem quiser acompanhar cada tema e/ou sessão pode assistir às gravações das mesmas e mantendo-se informado dos temas e intervenientes das próximas sessões através desta área neste Portal.

guitarras 2.jpg
guitarras 4.jpg

O Fado e as Outras Músicas Populares. Relações de Proximidade e Distância

O Fado e as Outras Músicas Populares. Relações de Proximidade e Distância

Info Retirada do Cartaz e Apresentação da Sessão nos habituais orgãos de difusão

O Espaço A Muralha – Tasca Típica em Alfama, estabeleceu a partir de Agosto uma parceria com o projecto Mural Sonoro. Trabalho acerca das músicas populares que se fazem em Portugal e nas diásporas e que tem na base do trabalho o registo de conversas para constituição de um Arquivo Sonoro com músicos, compositores, construtores de instrumentos, directores musicais que fazem parte deste contexto e da história da música popular em Portugal dos últimos 50 anos. O projecto Mural Sonoro é dinamizado pela investigadora Soraia Simões.

*A segunda Sessão ocorreu no dia 6 de Outubro (domingo) pelas 17h e os intervenientes foram o músico, compositor e autor Rão Kyao e o Fadista, Programador e ex Director de Semanários na área da música popular (destaque para o Musicalíssimo e para os Primeiro Festivais de Jazz em Cascais a par de Villas-Boas) João Braga, a apresentação e moderação estará a cargo de Soraia Simões.

A Entrada foi Livre. Falou-se nesta Segunda Sessão das relações de proximidade e distância entre o fado e outras músicas populares. O papel conferido à guitarra portuguesa no domínio do fado e de outros instrumentos que o visitam ou permanecem nele há um tempo vital, como o caso do saxofone e mais tarde as flautas usadas por Rão Kyao neste universo musical. A Guitarra, nestas sessões, estará sempre presente. Fisicamente e nas conversas.
Também a guitarra de Coimbra, na voz dos seus mais reconhecidos construtores, tocadores e estudiosos marcará presença nestas sessões em Lisboa.

Autora, Moderadora: Soraia Simões

[Poster de Julita Zoe a partir de uma ilustração de Stuart Carvalhais]
 

Das duas horas da sessão que ficarão integralmente em Arquivo físico para memória futura a partir do ano de 2014, estão disponíveis, sem cortes pelo meio, como nas anteriores estes cerca de 40minutos:

O Fado e as Outras Músicas Populares 1.jpg
O Fado e as Outras Músicas Populares 2.jpg


O Fado e as Outras Músicas Populares 3.jpg

Composições e Autorias para Fado

Composições e Autorias para Fado

 A primeira Sessão ocorreu no dia 25 de Agosto (domingo) pelas 18h e os intervenientes foram o músico, compositor e autor Daniel Gouveia e o músico e compositor Paulo de Carvalho, a apresentação e moderação esteve como habitualmente  a cargo de Soraia Simões.
 

Falou-se nesta primeira Sessão de composições e Autorias no Fado. A Guitarra esteve presente, com Filipe Lucas que tocou alguns dos temas do disco Mátria de Paulo de Carvalho, que também tocara na gravação deste fonograma em 1999, enquanto Paulo de Carvalho explicou algumas das suas composições neste disco.


Também a guitarra de Coimbra, na voz dos seus mais reconhecidos construtores, tocadores e estudiosos marca presença  nestas sessões em Lisboa. No espaço A Muralha, em Alfama, e no Museu da Música nos anos de 2013 e 2014 respectivamente.



Breve Sinopse dos  Intervenientes:



Daniel Gouveia nasceu em Lisboa, é um músico, editor, compositor com reconhecidas publicações no âmbito da música popular, nomeadamente no fado, como entre outros:

« Arcanjos e Bons Demónios » (Hugin Editores, Lisboa Nov. 1996; 2.ª ed. Jun. 2002) - livro adoptado na cadeira de Cultura Portuguesa e Brasileira, para estudo da guerra colonial portuguesa de 1961-75, e usado na cadeira de Tradução Português-Espanhol, da Universidade de Santiago do Chile. Reeditado por DG Edições, Linda-a-Velha, Set. 2011, integrado na colecção «Fim do Império», em 3.ª ed. prefaciada, aumentada, acompanhada de um CD contendo 198 fotografias do autor, legendadas com excertos do texto, «A Prenda» (Hugin Editores, Lisboa, Dez. 2000), in Contos Eróticos de Natal, obra colectiva onde participaram, entre outros, José Jorge Letria, Jorge Guimarães, Luísa Monteiro e Miguel Roza (sobrinho de Fernando Pessoa), «O Fado – Origens e evolução», in Brotéria, vol. 168, Maio/Junho 2009. Artigo, «Ao Fado tudo se canta?» (DG Edições, Linda-a-Velha, Mai. 2010). Ensaio musicológico encomendado pelo Museu do Fado no âmbito da candidatura do Fado a Património da Humanidade. 364 págs, acompanhado de 3 CDs com 190 exemplos musicais, «Poetas Populares do Fado Tradicional »(Imprensa Nacional – Casa da Moeda), em co-autoria com Francisco Mendes ou No prelo. Antologia dos poetas populares de Fado Tradicional até 1970, encomendado pelo Museu do Fado no âmbito da candidatura do Fado a Património da Humanidade. Faz conjunto com Poetas Eruditos do Fado, de Vasco Graça Moura, também no prelo. 



Paulo de Carvalho nasceu em Lisboa é um músico e compositor que conta já com 50 anos de percurso na música, autor das mais belas músicas para fados populares bem conhecidos entre nós como: '' O Homem das Castanhas'', ''Lisboa Menina e Moça'', ''Os Putos'', ''O Cacilheiro'' ou fonogramas como ''Desculpem Qualquer Coisinha'' (de 1985), ''Fados Meus'' (de 1996) ou ''Cores do Fado'' (de 2004). 
 

Instrumentos Tradicionais em Portugal, sua construção e difusão

Instrumentos Tradicionais em Portugal, sua construção e difusão

Intervenientes da Sessão:

Mário Correia (Sons da Terra, Intercéltico de Sendim, Mundo da Canção)

Kula (Músico, Construtor de Korás, tambores vários, mbiras, etc)

João Sousa (Construção de Instrumentos em Barro)

Autoria, Apresentação e Mediação: Soraia Simões

© 2013, 27 de Abril, Sessões Arquivo Mural Sonoro no Museu da Música

museu3.jpg

Música e Sociedade

Música e Sociedade

O espaço social que as músicas populares ocupam na sociedade portuguesa não é bem definido. Se nos disponibilizarmos a uma abordagem aprofundada reparamos que é ambivalente e contraditório o processo assumido ao longo dos tempos pelas práticas musicais.

Por via de trabalhos individuais e colectivos foi-se ressalvando a importância de uma Música Popular através de canções significativas, de acervos com enfoque nas tradições orais, no inter-relacionamento entre as abordagens científicas e as humanísticas, mas também na hierarquização das práticas musicais como um objecto social e ideologicamente construído, na enfatização e relevância do passado histórico e colonial e do presente ligado a uma ”perspectiva urbana” em si mesma e ”uma perspectiva urbana sobre a ruralidade”.

O papel da Música Popular nos diferentes aspectos da vida em sociedade, a sua ubiquidade, com as suas significâncias – políticas, económicas, ideológicas, éticas – contribuiu para a ideia de uma maior democratização das manifestações culturais e a expressividade das várias músicas populares na inscrição na vida social como um expoente máximo dessa ‘democratização’.

 

(José Mário Branco - fotos de Helena Silva)

 

934946_595185537167388_1877074472_n.jpg

(José Mário Branco, Soraia Simões, Sebastião Antunes - foto de Helena Silva)


(fotos de Augusto Fernandes)

Culturas e práticas documentadas em contexto migratório na cidade de Lisboa Apresentação trabalho de investigação: Soraia Simões Museu Nacional da Música

Comment

Culturas e práticas documentadas em contexto migratório na cidade de Lisboa Apresentação trabalho de investigação: Soraia Simões Museu Nacional da Música

Sábado, 26 de Janeiro de 2013
«Culturas Documentadas»
15h Eduína Vaz com exposição de fotografia 'Culturas Cabo-Verdianas'
16h Mário Correia com 'Recolhas, Património Imaterial', Terras de Miranda e Sendim, Aurélio Malva (músico Brigada Victor Jara)
17h Nataniel Melo com 'Viagem pela Cultura de um Povo' (viagem ao Senegal) Apresentação de filme documental

Parceria: Museu da Música e Projecto Mural Sonoro
Tema: Culturas e práticas documentadas em contexto migratório na cidade de Lisboa
Apresentação trabalho de investigação: Soraia Simões
Narração e Texto: Soraia Simões

 

© 2013 Mural Sonoro no Museu da Música

Comment

Culturas Documentadas

Culturas Documentadas

Primeira Sessão Mural Sonoro no Museu da Música em 2013.

Sábado, 26 de Janeiro a partir das 15h
Culturas Documentadas
15h Eduína Vaz com exposição de fotografia 'Culturas Cabo-Verdianas'
16h Aurélio Malva, Uma Experiência na Música Tradicional de um Músico da Brigada Victor Jara
17h Nataniel Melo com 'Viagem pela Cultura de um Povo' (viagem ao Senegal) Apresentação de filme documental
Autoria: Mural Sonoro
Parceria: Museu da Música
Apresentação: Soraia Simões

Video 2: 

1ª parte da 1ª sessão do Mural Sonoro no Museu da Música

Exposição de Eduina Vaz que retrata o 'Kola San Jon' e a prática do batuque no Bairro Cova da Moura