86ª Recolha de Entrevista

Quota MS_00069 Europeana Sounds

 

Only with permission

Rights reserved - Free access

BI: Carlos Manuel Moutinho Paiva dos Santos, conhecido por Camané, nasceu em Oeiras no ano de 1967. É um reconhecido fadista, oriundo de uma família de outros fadistas, a mãe ainda canta e os irmãos mais novos fizeram igualmente carreira no fado: Hélder Moutinho e Pedro Moutinho.

Nesta conversa maior, da qual se disponibiliza uma parte no formato online deste Arquivo, explica que começou a cantar muito cedo, incentivado pelos pais, da sua primeira relação com as casas de fado e posteriormente com os palcos, os teatros musicais e o estúdio de gravação, reflecte sobre algumas características deste domínio musical e acerca das diferenças de relacionamento entre espaços sonoros distintos como o estúdio, o palco, a casa de fados, explicando também que a sua evolução como fadista, quer na escolha de repertórios como na perda paulatina da sua timidez em palco se deveu em grande parte à sua ligação ao Teatro da Comuna num período específico e ao conhecimento travado, que dura até hoje, com a actriz e letrista Manuela de Freitas e o músico, compositor José Mário Branco entre outros. Entre outros assuntos abordados nesta recolha aflora a importância dos contactos que foi mantendo com a engenharia de som, através de um dos mais reconhecidos engenheiros de som, Tó Pinheiro da Silva (que também fez parte de uma das Sessões de Conferência Mural Sonoro no Museu da Música ao lado de Fernando Abrantes para falar de ''Tecnologias da Produção Sonora e Musical em Portugal" e que se encontra registada neste arquivo) e expressa a sua ligação não linear com a gravação discográfica ao longo do seu caminho no Fado e de que modo isso o influencia.

Camané actuou em diversas casas de fado, além de fazer parte do elenco de diversas produções dirigidas por Filipe La Féria como a "Grande Noite", "Maldita Cocaína" e "Cabaret".


Realizou  inúmeras apresentações em Portugal e no estrangeiro, actuando em França, Holanda, Itália e Espanha.
Durante o ano de 1998 Camané realizou inúmeros espectáculos em Portugal - destacando-se as apresentações na Expo 98 - participou no espectáculo "De Sol a Lua - Flamenco e Fado", e ainda em alguns festivais de música na Europa, como o Festival "Tombées de La Nuit", em Rennes e o Festival "Les Méditerranées à l'Européen" em Paris. Em Outubro, aquando da edição de "Na Linha da Vida" pela EMI holandesa e belga, realizou uma digressão por algumas localidades desses países.
 
No final do ano, depois da realização de apresentações em Espanha, Camané participou no concerto comemorativo de 35 anos de carreira de Carlos do Carmo, realizado no Centro Cultural de Belém. 

Recebeu o disco de prata pelos 10 mil exemplares vendidos no final do ano 2000.
 
Já em 2001, entre Fevereiro e Março, realizou diversos espectáculos em Portugal e França (Festival Chorus). Em Novembro deste ano foi lançado o seu 4º CD "Pelo Dia Dentro" que alcançou apenas três semanas depois do seu lançamento o disco de prata.
 
Em Abril de 2002, Camané participou num espectáculo concebido em conjunto com Manuela de Freitas em torno da obra de Fernando Pessoa e apresentado no Palais des Beauxs Arts, em Bruxelas.
 

No seu legado fonográfico contam-se, até à data em que este registo é feito, por ordem decrescente os seguintes discos:

CAMANÉ, O MELHOR, EMI, 2013 - EDIÇÃO SIMPLES
CAMANÉ, O MELHOR, EMI, 2013 - EDIÇÃO DUPLA
DO AMOR E DOS DIAS, EMI, 2010
CAMANÉ AO VIVO NO COLISEU (CD + DVD), EMI, 2009
SEMPRE DE MIM, EMI, 2008
AO VIVO NO S. LUIZ (DVD), EMI, 2006
THE ART OF CAMANÉ - THE PRINCE OF FADO, HEMISPHERE, 2004
COMO SEMPRE...COMO DANTES (CD 1), EMI, 2003 
COMO SEMPRE...COMO DANTES (CD2), EMI, 2003
PELO DIA DENTRO, EMI, 2001
ESTA COISA DA ALMA, EMI, 2000
NA LINHA DA VIDA, EMI, 1998
UMA NOITE DE FADOS, EMI, 1995

© 2014 Camané à conversa com Soraia Simões, Perspectivas e Reflexões no Campo
Som, Pesquisa, Texto: Soraia Simões
Fotografias: Helena Silva
Recolha efectuada no LARGO Residências, Lisboa

 

 

Comment