80ª Recolha de Entrevista

Quota MS_00049 Europeana Sounds

 

Only with permission

Rights reserved - Free access

BI: Manuel Paulo Manso Felgueiras e Sousa. É um músico, produtor, autor e compositor português, nascido na cidade de Lisboa, que conta, à data que esta recolha é feita, já com cerca de três décadas de percurso na música.

Colaborou como pianista com  músicos, outros autores e compositores, como com Jorge Palma (no disco Manuel Paulo toca todos os temas ao piano, à excepção de um, na medida em que Jorge Palma tocava guitarra aqui) e integrou a formação musical que acompanhou Rui Veloso a partir do ano de 1983, altura em que António Pinho Vargas saía da formação, até ao ano de 1994 ano em que se junta, por convite, a João Gil e João Monge para formar o grupo Ala dos Namorados.

Mas do percurso de Manuel Paulo fizeram ainda parte os projectos Rio Grande com quem tocou ao vivo, a Direcção musical de peças musicais como 'Cabeças no Ar' e o fonograma/banda sonora primeiro de originais fora do grupo Ala dos Namorados 'Assobio da Cobra' no qual se ouvem as vozes de Camané, Sérgio Godinho, Manuela Azevedo ou Filipa Pais, bem como a composição para bandas sonoras: dos filmes Serenidade em 1987 e Ilhéu de Contenda no ano de 1996  ou para séries de televisão: como Claxon em 1991 da qual saiu um fonograma, A Mulher do Senhor Ministro de 1994 e, entre outras, Bocage de 2006.  As suas colaborações com músicos de Cabo Verde também têm ocupado parte do seu caminho na música. Entre outros, primeiro com Dany Silva e depois com Nancy Vieira. 

Na parte disponível no Arquivo online desta conversa maior fala das suas referências musicais iniciais, da influência da música clássica que o pai escutava e do contacto desde muito cedo com o piano, instrumento que aperfeiçoaria e passaria a ser até hoje o seu principal instrumento musical de trabalho, das particularidades dos vários papéis assumidos na Música Popular: como compositor, director musical, produtor e executante, da necessidade de abraçar outros desafios que permitam não estar confinado a um só projecto musical, mas também de aspectos mais concretos, como: a sua ligação ao estúdio de gravação (o primeiro fonograma de Rui Veloso do qual faz parte, ''Guardador de Margens'', conta com a produção/mistura de António Pinheiro da Silva, assim como de José Carrapa e do próprio Rui Veloso. Disco aliás sobre o qual o engenheiro de som falaria na primeira Sessão do ano 2014 do Mural Sonoro no Museu da Música) das diferenças, especificidades e evoluções da voz do cantor Nuno Guerreiro, dos fados que a convite produziu para Mísia ou Ana Sofia Varela e onde dirigiu as gravações (a minha cultura não é de fado, mas se não houvesse fado eu não era o compositor que soudiz Manuel Paulo) ou, entre outros assuntos levantados, do projecto em que é só um executante  que toca repertório de um dos seus grupos de eleição: os Led Zeppelin (de nome Led On) e no qual tocam também Paulo Ramos, Mário Delgado , Zé Nabo e Alexandre Frazão. 

 

© 2014 Manuel Paulo à conversa com Soraia Simões, Perspectivas e Reflexões no Campo

Recolha efectuada em Lisboa. Jardim do Centro Cultural de Belém

Fotografias de Helena Silva

Som, Pesquisa, Texto: Soraia Simões