91ª Recolha de Entrevista

Quota MS_00074 Europeana Sounds

 

Only with permission

Rights reserved - Free access

BI: Sandra Baptista nasceu no ano de 1971 em Lisboa. Música, instrumentista, destacou-se no grupo Sitiados na década de 1990  ao substituir Manuel Machado no acordeão, mas tocou também concertina e baixo, quer em Megafone (um dos projectos criados por João Aguardela que consistia numa recuperação de registos do património oral recolhidos por Michel Giacometti e na sua introdução numa linguagem musical onde o recurso aos elementos electrónicos/maquinaria, com junção de instrumentos musicais tocados como bateria, baixo, acordeão ou concertina,  enformariam a génese deste trabalho) como no grupo A Naifa (o qual hoje integra sobretudo como baixista, papel ocupado anteriormente por João Aguardela, ao lado da voz de Maria Antónia Mendes - Mitó -, da guitarra portuguesa de Luís Varatojo e da bateria de Samuel Palitos).

Nesta recolha, da qual se disponibiliza uma parte neste arquivo  online, a intérprete relembra como começou por se interessar e aprender órgão e posteriormente acordeão ainda em criança, do espaço a que durante muitos anos o segundo destes instrumentos esteve confinado (práticas coreográficas, danças tradicionais e agrupamentos folclóricos ou ranchos folclóricos), do seu distanciamento do instrumento na chegada à adolescência e da sua aproximação a ele aquando do convite para integrar o grupo Sitiados, que a destacaria como intérprete no seio da cultura popular de massas em Portugal. 

Sandra Baptista acompanhou João Aguardela desde Sitiados até à Naifa,  neste registo explica algumas das suas incertezas, aspirações e histórias por trás de algum do repertório e de algumas ideias contidas nos projectos criados pelo músico/autor, da sua relação com os palcos, com as tecnologias de produção e recepção: do estúdio ao público, etc.

É de salientar que no grupo Sitiados destacavam-se os seus espectáculos ao vivo e o facto de juntarem ao universo do pop rock outros domínios sonoros e musicais de matriz 'tradicional'.

Quando Sandra Baptista entra para o grupo para substituir Manuel Machado, entram do mesmo modo  Jorge Buco, com o bandolim, e João Marques que substitui Mário Miranda.

Quer a recriação dos estilos interpretativos dos repertórios tradicionais de várias ordens, como a introdução de instrumentos musicais à data confinados a outros domínios incitariam outros indivíduos, no plano da recepção musical, a uma (re) descoberta dos padrões quer sociais como culturais associados a essas práticas ainda vigentes fora da capital e a novas práticas decorrentes destas, que as aproximariam de outros espaços na Europa, onde tanto umas como as outras por si mesmas, no contexto já da gravação sonora, se ampliam chegando a um maior e mais diversificado conjunto de grupos sociais e culturais.

 © 2014 Sandra Baptista à conversa com Soraia Simões, Perspectivas e Reflexões no Campo

Som sem edição (Paisagem sonora incluída), Pesquisa, Texto: Soraia Simões

Ajuda na recuperação de som de recolha de entrevista: Rui Melo

Fotografias: Helena Silva

Temas usados nesta entrevista: «A cabana do Pai Tomás» (Sitiados), «Aboio» (Megafone), «Outro Parvo no meu Lugar» (Sitiados), «Perfilados do Medo» ( Linha da Frente)

Recolha efectuada em LARGO Residências a 4 de Novembro de 2014