Chullage1.jpg

       

I

Corrupção, futebol e pedofilia
na ordem do dia/
qual é a próxima face que se oculta
qual é o próximo PortoLivre de leis [freeport]
Qual é próximo banco assaltado pelos gestores, com ligações políticas que cobram a sua fatia/
Qual é o próximo jornalista calado pelo governo ou comprado pela oposição/
Qual é próximo interrogado do negócio PT, será que ele sabia ou não sabia/
Quem é o próximo líder do partido da oposição que aparece como messias/
qual é a próxima transferência de megalomania do futebol,
qual é o próximo ataque da imprensa cor-de-rosa a uma tia/
qual é próximo político com uma licenciatura duvidosa
tirada numa universidade que tem um gang na reitoria/
Quando se faz o aeroporto, onde começa o TGV,
Vuvuzelas não deixam ouvir o povo em gritaria/
Blah, Blah,Blah,
Política e jornalismo,
Retórica e demagogia,
fuck that, tudo isso não dá em nada/
é só pra desviar a atenção da população
das coisas que têm a sociedade desigual e precarizada/
só para preencher a cabeça a políticos de esplanada/
de café, e treinadores de bancada/
opinadores do autocarro das sete
e adeptos de futebol com pancada/
com a opinião própria trancada/
a sete chaves na massificação da estupidez/ das TV’s/
dos talkshows, as telenovelas,
muito se fala pra que não fales
muito se mostra pra garantir que nada mais vês/
nada mais e com isso não colocas porquês/
e amanhã distribuem-te o metro e o destaque,
para garantir que nada mais lês/
orgulhoso porque no Iraque há um contingente português/
bem-vindos ao espectáculo no teatro da guerra
ou na guerra do teatro/
onde se mostra o poderio das armas e os homens caem de quatro/
24 após 24/ proferindo palavras de luto segundo a bíblia ou o corão/
p’ra onde mais é que as forças da coligação irão/
“não perca os próximos episódios do Eixo do Mal” filmados na Síria ou no Irão/
ou talvez no Sudão”/
24 após 24/ transmitida pela maior cadeia televisiva/
deturpadora abusiva/
e onde estão aquelas armas de destruição massiva/
resposta evasiva/
“tudo o que encontramos foi petróleo”/
mas abrimos terreno para construir o gaseoduto e oleoduto
e garantir este monopólio/
enriquecer dez por cento e deixar os outros 90 ainda mais pobre/
imperialismo transmitido em horário nobre/
que ocidentaliza
a população/ porque a ignorância é a condição básica da civilização/
oiçam/ a massa pública pseudo informada emitindo opinião/
opinião pública pré-formada nos órgãos de comunicação/
pelos líderes da nossa opinião/
encomendada pelos hegemónicos/
anglo-saxónicos/ e líderes portugueses internacionalmente anónimos/
que buscam prestígio nos seus homónimos/
e servem cafés na base das Lages/
e fazem tudo aquilo que querem porque manipulam a forma como reages/ ou não reages/

“vamos fazer uma breve pausa para intervalo
voltaremos dentro de longos momentos
entre 20 minutos de telenovela temos meia hora de violentos/
spots publicitários que mantêm os olhos atentos/
em telemóveis que tiram fotos e fastfoods suculentos/
detergentes, carros, roupas e outros mantimentos/
dêem palha a esses jumentos”

Pó.e.azia do Senhor Preto, 12 de Março de 2008