70ª Recolha de Entrevista

 

Only with permission

Rights reserved - Free access

Quota MS_00039 Europeana Sounds

BI: Pedro Moutinho nasceu em Oeiras no ano de 1976. Antes de se profissionalizar no fado, em meados da década e 90, já se tinha iniciado a cantar aos 8 anos. Passou pelo Coro de Santo Amaro de Oeiras e pelo grupo Ministars durante a adolescência. Nesta recolha, da qual se disponibiliza uma parte online, explica como iniciou o seu percurso no fado: em simultâneo com um trabalho como lojista num Pronto a Vestir e aos fins-de-semana, nos “Clube de Fado Amália” e “Forte D. Rodrigo”. Até chegar o convite para integrar o elenco do “Café Luso”. Onde passou a actuar, em 1999, como profissional, fala ainda de como vê as mudanças de processos no universo musical do qual faz parte, da relevância que assumiu para si a participação na criação do 'Quinteto Fados de Lisboa' (no ano 2000) e que era composto por instrumentos como: guitarra portuguesa, viola, viola-baixo, saxofone e soprano, do convite de Carlos Zel para cantar no 'Quartas de Fado' no Casino Estoril, das diferenças que na sua opinião considera mais significativas entre o circuito de fado nas Casas de Fado e o dos Palcos fora desse âmbito, do seu primeiro registo fonográfico editado pela Som Livre no ano de 2003, do filme com cariz documental composto por vários episódios (um deles confinado ao fado) no qual entrou e que foi realizado por Carlos Saura em 2007, entre outros assuntos. No seu legado fonográfico contam-se, a solo, os seguintes trabalhos até à data em que esta recolha foi efectuada: Primeiro Fado (Som Livre, 2003) Encontro (Som Livre, 2006) Um Copo de Sol (Iplay, 2009) Lisboa Mora Aqui - O Melhor de Pedro Moutinho (Iplay, 2010) O Amor Não Pode Esperar (2013)

© 2013 Pedro Moutinho à conversa com Soraia Simões, Perspectivas e Reflexões no Campo

Som, Pesquisa, Texto: Soraia Simões

Fotografias: Augusto Fernandes

Recolha efectuada no espaço Casa da Severa, na Mouraria 

Comment